segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

[RESENHA] Doce Sonho Letal - Sheila Lima Wing

Neste terceiro volume da saga DSA, antes de começar o oitavo ano no Instituto, Evangeline Maria descobre um dos maiores segredos que assombram sua existência, mas longe de isso trazer alívio ou alegria, uma reviravolta total acontece. Entre perdas e tristezas, Evie procura se agarrar a todas as coisas que remetem ao passado, porém, as mudanças são implacáveis e até mesmo os seus amigos já não parecem os mesmos, pois todos estão começando a entrar na fase da adolescência. Enquanto tenta se adaptar ao turbilhão de emoções, realidade e fantasia se misturam, chegando a colocar em dúvida a sua própria sanidade. Seu anjo imaginário passa a aparecer nas horas mais inconvenientes, em plena luz do dia. Infelizmente, ela já não tem tanta certeza de que poderá fugir para sempre da misteriosa mulher de moicano, e sente que ela está cada vez mais próxima, talvez usando como espiãs duas mulheres estranhas que passam a frequentar o Instituto A. W. Sigma durante os preparativos de um grande evento que acontecerá no fim do ano. Será que um sonho pode ser capaz de consumir a mente de uma pessoa a ponto de se tornar letal? Ou são os sonhos não realizados que nos matam por dentro? Entre mistérios, dores e alegrias, nossos jovens aventureiros vão aprender duras lições e descobrir um mundo mágico que até então parecia irreal.




Uma nova fase da vida de Evie

Depois de acontecimentos reveladores no segundo volume da saga, Evangeline está de volta, com desafios ainda mais complexos. Neste terceiro livro, mais uma vez temos uma evolução na trama, de acordo com a evolução da protagonista, que, à medida que envelhece, torna-se mais madura. Além dos mistérios que rondam sua vida desde que começara a estudar no Instituto A. W., agora Evie tem que enfrentar algo bem mais doloroso (não posso contar o quê, mas leiam e descubram).

O livro já começa com uma grande revelação, algo que eu jamais poderia imaginar. E essa revelação vem com muita dor para a protagonista, e a coloca em um conflito difícil de ser resolvido. A história segue diretamente os acontecimentos do último volume, mas tem uma carga dramática muito maior. Na maior parte da história, temos menos ação e mais drama, e isso é muito bem dosado de acordo com o momento na vida de Evie.

Aqui temos mais momentos da rotina de Evangeline, a superação de um grande trauma, enquanto o mistério, ainda que sempre presente, fica em segundo plano. Seguindo uma abordagem mais adulta, Sheila trata de temas pesados, e até polêmicos, como aborto, bullying, e abuso sexual, mas de uma forma sensível, deixando que o leitor absorva aquele tema e elabore sua própria opinião.

O desfecho do livro guina a história para uma sequência tensa que culmina em uma nova grande revelação, um evento traumático e um gancho para o próximo volume. Sheila continua com uma escrita caprichada, e trazendo uma história adolescente que não força romances melosos e pouco verossímeis, com uma série concisa e muito indicada para jovens na idade da protagonista, que possam crescer junto com Evangeline. Contudo, eu, na altura dos meus 30 anos, me diverti e me angustiei com os personagens e fiquei na curiosidade pelo próximo volume.

Se essa história te interessou, acesse os links e saiba como adquirir:


Compre o box com os 3 primeiros livros da série:


2 comentários:

  1. Muito difícil falar desse volume sem passar nenhum spoiler, né? Meus parabéns por conseguir uma resenha tão boa sem soltar nenhuma bomba (eu mesma tive dificuldades de fazer a sinopse).
    Sempre fico muito emocionada com feedbacks tão sensíveis. Sim, é um volume mais tenso e pesado, porém, necessário para que a Evie aguente o que ainda virá por aí...
    Mais uma vez, muito obrigada por tudo, Samuel, super parceiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a pergunta que não quer calar: quando sai o livro 4? :D

      Excluir